3
out
2014
Emagrecimento modifica celebridades!

Vejam a nova versão de algumas celebridades. Adam RichmanMiranda Lambert entre outros que se despediram de seus antigos corpos e se transformaram em pessoas completamente diferentes. A vida corrida de celebridades que muitas vezes estão cansados mentalmente e fisicamente doentes, é de encarar os paparazzis no dia-a-dia como se nada estivesse acontecendo. Confira abaixo como alguma dessas estrelas viram seus quilos sumirem e desintegrarem no universo, para nunca mais serem vistos, exceto pela possibilidade de recaída pelas tentações de guloseimas da vida real.

jennifer-hudson-before-afterFonte: www.zap2it.com

Jennifer Hudson emagreceu 80 quilos em quatro anos, enquanto ela era uma porta-voz do Vigilantes do Peso. 

AdamAdam Richman, era um homem que apresentava alimentos nada saudáveis em seu programa, “Man vs Food”. Agora se tornou contra o controle de danos que a mídia social pode causar, Adam usou a polêmica palavra “thinspiration” ao promover seu novo corpo no Instagram.

mirandaFonte: www.tasteofcountry.com

Miranda Lambert trocou Cheetos e bacon por suco verde saudável. No entanto, a superstar ainda permite um lugar a mesa para frango frito. Miranda perdeu 20,4 kg. 

christina-weight-voiceFonte: www.sheknows.com

A cantora Christina Aguilera tinha um guru de fitness e fez muita ioga. Yoga Fire é um movimento especial do videogame Street Fighter. 

pratt_mnFonte: www.mnn.com

Chris Pratt é então retalhado. Ele é como alface picada. Cuidado com Pratt atacando seus sentidos auditivos quando vê-lo atuando no filme “Guardiões da Galáxia” que promove comerciais que mostram o dia todo, todos os dias, o que parece impossível escapar da exibição dos músculos de Pratt

Trainer-Reveals-Secrets-to-Beyonce-s-60-Pound-27-2-Kg-Weight-Loss-2Fonte: www.news.softpedia.com

Vejam a Beyonce! Lançou um álbum surpresa, teve um bebê, e saiu em turnê com Jay-Z. Além disso, fez uma dieta vegana de 22 dias, que supostamente tinha pudim de baunilha, chia, hummus e vegetais crus. 

É pessoal, vimos que, ou você nasce com sua genética skinny ou então vai ter que se sacrificar para ficar com o corpo tão desejado.

Volte sempre e até o próximo post!!! 

0


1
jun
2013
Sopa é saudável, completa e pode ser pouco calórica para o inverno

Imagem: Getty Images

Sopas

Você sabia que entre as opções de sopas, a canja é a mais calórica? Isso porque ela tem mais fontes de carboidratos, como o arroz e a batata, cenoura, além do frango. Em uma porção de 200 gramas são apenas 210 calorias.

A sopa de cebola é mais leve e tem 190 calorias. Ela é rica em flavonóides, uma substância com propriedades antiinflamatórias e antioxidantes, que retardam o envelhecimento. Além dos flavonóides, tem vitamina C e os outros sais minerais, como potássio, sódio e cálcio.

Já a sopa de legumes é a mais amiga da balança. A porção de 200 gramas tem apenas 170 calorias. Além de menos calórica, é a que aceita mais variações, tanto que não existe uma receita única. Cada um inventa a sua. Mas a dica é aproveitar os ingredientes da estação, que têm uma vantagem adicional: o preço.

Dicas:

• As sopas feitas com cereais integrais, legumes e proteínas vegetais ou carnes magras saciam, são de fácil digestão e boas fontes de vitaminas, minerais e fibras. Também ajudam a hidratar o corpo.

• Fique longe das sopas cremosas com linguiças, bacon, queijos e creme de leite. São muito calóricas e gordurosas.

• Se você faz questão do creme de leite, troque-o por creme de soja, que não tem colesterol e é menos calórico.

• Se for usar arroz ou macarrão, prefira sempre os integrais, que são ricos em fibras e ajudam no funcionamento do intestino.

• Troque a manteiga por óleo de canola na hora de refogar os ingredientes da sopa.

• O caldo de galinha pode ser substituído pelo de legumes ou por missô (uma pasta fermentada de soja e cereais muito nutritiva).

Fonte: M de Mulher dieta

0


28
out
2012
Controlar a ingestão de alimentos com alto índice glicêmico diminui o peso
Nem sempre cortar calorias e gorduras do cardápio é sinônimo de dieta saudável. Um outro fator é ainda mais determinante para que você emagreça em menos tempo: o índice glicêmico, ou IG, potencial que cada alimento tem de aumentar a carga de açúcar no sangue (glicemia).

A conta é simples: alimentos ricos em carboidratos, açúcar e frutose elevam a glicemia. Quanto mais alta essa taxa for, maior será a liberação de insulina, hormônio que ajuda o corpo a estocar gordura. É por isso que alguns alimentos que parecem ser inofensivos e até mesmo light são, na verdade, vilões que impedem o emagrecimento. “O excesso de insulina causado pela ingestão de carboidratos refinados acumula gordura corporal e prejudica o controle da saciedade, o que nos faz ter fome o tempo todo”, alerta o clínico-geral Máximo Ravenna, criador do método de emagrecimento que leva seu nome.

A pouca ingestão de alimentos com alto IG é também um dos principais pilares da dieta de rejuvenescimento do dermatologista Nicholas Perricone. Para Perricone, envelhecimento, fadiga e falta de vitalidade são fruto da inflamação das células e devem ser combatidos, principalmente com a dieta adequada. “A conversão de doces, pães, algumas frutas e legumes em açúcar inflama células do corpo todo. Essa reação é chamada glicação. Nela, as moléculas de açúcar em excesso ligam-se às fibras de colágeno e geram radicais livres. Dessa forma, elas perdem força e flexibilidade, e a pele fica vulnerável a rugas, flacidez e aos danos causados pelo sol”, explica o dermatologista.

Os alimentos-gatilho dessa equação são, essencialmente, os que contêm farinha e açúcar branco. A solução é comer pratos ricos em proteína, principalmente peixe e ovo, vegetais, frutas anti-inflamatórias e gorduras boas. “Em geral, os alimentos com alto índice glicêmico têm muita palatabilidade e agem sobre os centros de recompensa cerebral, que produzem substâncias como dopamina e serotonina. Esses são os mesmos centros em que atuam as drogas”, alerta Ravenna. Seus pacientes podem perder até 7% do peso total por mês de dieta rígida. O segredo é combinar alimentos hipocalóricos e de baixo IG, para controlar a secreção de insulina e, assim, mobilizar o organismo a consumir o estoque de gordura de forma mais eficaz. Para tanto, açúcar e carboidratos refinados, além de alguns vegetais e sucos de frutas, devem ser evitados.

“Ao prepará-los, retiramos as fibras da casca e bagaços, e são eles que controlam a absorção de glicose”, ensina. “Nas dietas de manutenção de peso recomendamos que os alimentos com alto índice glicêmico sejam consumidos após ou junto a uma refeição que contenha fibras e proteínas. Assim, a absorção de glicose não é exclusiva.”

Seja seguidor do Blog Garotas Glamourosas by SC

Esse post foi publicado em Harpers Bazaar.
0